Escrito em primeira pessoa 

(em español)

e com letra cursiva,

o livro é um diário de bordo

que apresenta fragmentos poéticos,

em textos e fotografias,

e convidam o corpo a caminhar entre as páginas e viver na pele, através do papel,

os sentidos associados aos verbos

viajar

conhecer

arriscar

encontrar

bem como desafiar os substantivos

margem

fronteira

limite

e saudade.

TERCERA MARGEN

Analice Diniz

1ª edição, 2019

Captura_de_Tela_2017-10-24_às_13.58.15.p
Captura_de_Tela_2017-10-24_às_13.59.30.p
Captura_de_Tela_2018-05-28_às_12.50.07.p
Captura_de_Tela_2017-10-24_às_13.59.19.p
Captura_de_Tela_2017-10-24_às_13.59.10.p